Notícias de última hora

Em sessão polêmica, Vereador Ronaldão faz denúncias contra o presidente do Sindrod e a empresa Tel Telemática



Na manhã desta quarta (04) duas senhoras comparecerem até a câmara de vereadores a procura de alguns vereadores para fazer uma reclamação do transporte coletivo. Conforme relato as duas perderam o seu dia de trabalho devido a uma paralisação realizada pelo Sindrod (Sindicato dos rodoviários de Itabuna) das 06 às 07hrs, devido a um rapaz ter quebrada uma janela do ônibus chateado com a derrota do seu time de futebol. 

Na sessão ordinária realizada a tarde, o vereador Ronaldão trouxe o assunto a pauta cobrando soluções, confira abaixo a fala do vereador.

" O transporte coletivo de Itabuna tem um sindicato chamado Sindrod e o "dono" do sindicato de Itabuna parou o transporte coletivo das 06 às 07hrs da manhã porque um cidadão danificou uma janela e o "dono" do transporte coletivo achou melhor parar o transporte coletivo. Uma senhora mora no alto da conquista e trabalha no atacadão e infelizmente não conseguiu chegar ao seu destino, a outra trabalha no pontalzinho e chegou atrasada. A saúde em Itabuna não está boa, já pensou se uma enfermeira é agredida e ter que parar todo o sistema de saúde, fechar todos os postos e hospitais? " Não podemos aceitar isso em Itabuna, concluiu o vereador.

Tel Telemática

Na oportunidade o vereador cobrou um posicionamento da empresa Tel Telemática que chegou ao município oferecendo oportunidade de emprego para muitas pessoas, porém ainda não cumpriu suas obrigações.

A empresa recebeu a doação de um terreno localizado no bairro conceição que mede cerca de 5.000 m² na gestão do ex-prefeito Vane, com o objetivo de se instalar no município e aumentar o número de empregos, com o prazo para construção terminando a empresa pressionou a câmara junto com os seus funcionários em dezembro de 2016 pedindo a prorrogação de mais um ano de prazo para construção do terreno, mas até hoje nada foi construído.

"No dia 30 de dezembro de 2016 houve uma sessão aqui que lotou o plenário com de 400 pessoas , colocaram os funcionários do call center aqui, sabe qual a situação atual? A obra está parada! Um espaço do município com um custo avaliado em 20 milhões, a gestão passada presentou estes empresários com este espaço e até hoje não construíram, pediram prorrogação de prazo foi concedido e até o momento a obra não foi iniciada." concluiu Ronaldão.

Texto e fotos: Hansley neves

Nenhum comentário