Notícias de última hora

Com dívida de R$ 30 milhões, Instituto Lula corre risco de fechar



Segundo informações do Bocão News após a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), no dia 7 de abril, o imóvel que abriga o instituto que leva o seu nome, em São Paulo, parece ter se transformado num deserto.
Segundo reportagem da revista IstoÉ, que na última semana acompanhou a movimentação no local, pouco mais de dez pessoas entram e saem do sobrado diariamente. 
Um deles é Paulo Okamotto, o presidente da instituição que, atolada em dívidas, vive seu ocaso. Antes de Lula ser levado para cumprir pena em Curitiba, a movimentação de petistas e aliados ainda era constante na entidade, mesmo com a Lava Jato em pleno curso. 
O ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, por exemplo, era um habitué. “Desde que o homem foi embora, acabou”. Essa é a frase repetida pelos taxistas dos dois pontos próximos. Guardadores de carros, manobristas de estacionamentos e garçons testemunham diariamente o esvaziamento do espaço.
Situado em uma rua tranquila, a poucos metros do Museu do Ipiranga, o instituto hoje nem de longe faz lembrar que ali já foi um centro de convergência dos principais líderes políticos do país. 

Nenhum comentário