Notícias de última hora

Facebook pode pagar multa de US$ 1 trilhão por escândalo de privacidade



A investigação do Facebook pela Federal Trades Commission - equivalente ao Cade nos Estados Unidos - pode gerar uma multa total de US$ 1 trilhão de dólares, caso a empresa seja considerada culpada de toda a violação de privacidade de que é acusada.
A investigação visa descobrir se a rede social violou um decreto de 2011 através do qual o Facebook consentiu que deveria notificar e receber permissão explícita de usuários antes de utilizar quaisquer dados além daqueles abertos em suas configurações de privacidade. Caso descumpra este decreto, o Facebook está sujeito ao pagamento de até US$ 40 mil por violação, ou seja, por usuário prejudicado.
Segundo a imprensa internacional, mais de 50 milhões de usuários teriam sido prejudicados pela divulgação de dados pessoais do Facebook com a empresa Cabridge Analytica, ligada, entre outros políticos, ao presidente norte-americano Donald Trump. 
Caso a comissão defina que o Facebook é culpado de toda a acusação, pode aplicar a multa máxima, totalizando US$ 1 trilhão. Não está claro, porém, se o órgão chegará a este limite. 
A notícia de que a Federal Trades Commission - equivalente ao Cade nos Estados Unidos - está investigando o Facebook fez com que as ações caíssem bruscamente nesta segunda-feira (26). O valor de mercado, que fechou o pregão de sexta-feira a US$ 463 bilhões, estava em US$ 439 bilhões na manhã desta segunda-feira. 
Com relação ao escândalo de acusação de uso político de dados pessoais de usuários sem permissão, a FTC confirmou em comunicado a "investigação não-pública e aberta sobre as práticas" de privacidade da empresa. Na semana passada, o órgão se recusou a confirmar se o Facebook estava sob investigação. (bocãonews)

Nenhum comentário