domingo, 16 de outubro de 2016 | h

Casseta & Planeta voltam ao ar zoando ostracismo após saída da TV




Os cassetas não morreram nem estão na Record: estreiam nesta segunda (17) uma nova série de humor no Multishow. Em "Procurando Casseta & Planeta", o grupo volta três anos depois de sua última temporada na Globo ironizando o período em que estiveram fora do ar.
 
"Tá todo mundo na pior, na pindaíba. Como, aliás, a maior parte do povo brasileiro: 12 milhões de desempregados", conta Hubert ao jonal Folha. Na vida, continua escrevendo e produzindo humor, como todos da trupe.
 
Em "Procurando Casseta & Planeta", Claudio Manoel assume a persona do marombeiro Maçaranduba, que comanda uma loja de suplementos. É, então, procurado por documentaristas estrangeiros interessados em contar a história deles, um dos principais grupos de humor no país.
 
Em depoimento fictício ao seriado, Boni, ex-diretor da Globo que colocou a emissora de pé, diz: "O humor na TV se divide entre antes e depois do 'Casseta'. Antes, Chico Anysio era melhor. Depois, o Porta dos Fundos é melhor."
 
"Nunca diria isso na vida real", afirma Boni à Folha. Ele vê quatro momentos fundamentais do humor na TV:"Chico Anysio Show", "Faça Humor Não Faça a Guerra"/"Viva o Gordo", "TV Pirata" e "Casseta & Planeta". "O quarto e último foi a transformação dos autores [então roteiristas e escritores] em interpretes."
 
 
O criador de Seu Creysson "agarante" que Benedito Ruy Barbosa cismou com "Semelhança", paródia de "Esperança" (2002) que ironizava o fato de a novela ser parecida com o fenômeno "Terra Nostra" (1999), do mesmo autor. Um pedido do novelista à direção, diz Manoel, teria impedido os cassetas de levar a brincadeira adiante.
 
"Procurando Casseta & Planeta" é um "mockumentary" –gênero que reproduz a linguagem de um documentário, sem compromisso com a realidade. Na série, Manoel busca os ex-companheiros: enquanto Helio de La Peña largou tudo para reencontrar sua africanidade em rodas de capoeira, Beto Silva anda fazendo shows como a cantora Acarajette Lovve.Já Reinaldo se deu bem empresariando jazzistas, enquanto Marcelo Madureira, famoso por suas reais posições de direita, na ficção vira um líder de esquerda. Reinaldo e Madureira só toparam participar atuando, e não colaboraram com o roteiro. Maria Paula faz uma ponta e o hilário Bussunda (1962-2006) é homenageado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bahia Destaque 2015-2016 - Tema Desenvolvido Por YFOXXV