Notícias de última hora

Com 23º ouro, Phelps eterniza a mais vitoriosa carreira olímpica da história


Phelps 4x100medley (Foto: REUTERS/Dominic Ebenbichler)

Cinco Jogos Olímpicos, 28 medalhas, 23 ouros, três pratas, dois bronzes, 37 recordes mundiais. Muitos números para tentar explicar um talento que ultrapassa os limites das ciências exatas. Michael Phelps passou 20 anos de sua vida brigando contra o relógio. Levou a melhor na grande maioria das tentativas. Neste sábado, na sua despedida das piscinas, nem ligou para o tempo que apareceu no placar do Estádio Aquático, na vitória do 4x100m medley. O real significado daquela marca (3m27s95, novo recorde olímpico) é que, a partir dela, o maior nadador olímpico da história terá todo tempo e tranquilidade do mundo. Para descansar, curtir suas conquistas, ser um pai presente para o pequeno Boomer, casar e, principalmente, para deitar a cabeça no travesseiro com a certeza de que sua carreira teve um desfecho à altura de seu grandioso feito. 

Nenhum comentário