Notícias de última hora

Cantora gospel que ficou meses em coma diz que marido é homossexual e pedófilo


Conhecida no meio evangélico por ter ficado entre a vida e a morte,  por conta de uma série de problemas de saúde que a deixaram em coma em 2001, a pastora Bianca Toledo utilizou as redes sociais na terça-feira (5) para dividir com seus fãs o motivo que a levou a se separar do ex-marido, Felipe Heiderich, que também é pastor. No vídeo ela afirma que o ex-companheiro é homossexual e ainda diz que ele está "acautelado por crime de pedofilia". 
 
 
 
 
Problemas de saúde
 
Bianca foi descoberta no programa de calouros do Raul Gil. Pouco tempo depois se casou e engravidou. A poucas semanas para o parto, Bianca sofreu um grave rompimento do intestino, foi hospitalizada e passou por dez cirurgias, inclusive no pulmão.
 
 
A pastora passou por 300 transfusões de sangue, sofreu duas paradas cardíacas e ficou em coma por 52 dias. Durante o internamento, Bianca contraiu a superbactéria KPC, além de outras infecções. Bianca ficou desfigurada após um edema generalizado. Ela também teve os sistemas renal, cardiovascular e respiratório paralisados. Foram cinco meses no hospital sem falar e andar.

Nenhum comentário