Notícias de última hora

Secretária para Mulheres é investigada por desvio de R$ 4 mi


Procuradoria investiga Fátima Pelaes, atual secretária do governo Temer, desde 2011 - Foto: Divulgação | Site Fátima Pelaes

A ex-deputada Fátima Pelaes (PMDB), que foi indicada para assumir a Secretaria de Políticas para as Mulheres pelo presidente interino Michel Temer (PMDB), teria envolvimento em um esquema de desvio de R$ 4 milhões de suas emendas parlamentares, de acordo com o Ministério Público Federal (MPF).
O nome dela surgiu durante a Operação Voucher, deflagrada em 2011. Um inquérito foi aberto em 2013 pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e depois encaminhado para a Justiça Federal. Foram solicitados a quebra dos sigilos fiscal, bancário e telefônico dela.
Conforme a investigação, Pelaes teria indicado uma ONG fantasma para receber os R$ 4 milhões de suas emendas com o objetivo de promover o turismo no Amapá.
Pelaes disse, por meio de assessoria, que confia "no trabalho da polícia e da Justiça" e está "tranquila de que tudo será esclarecido".

Nenhum comentário