Notícias de última hora

Levantamento aponta que Estatuto do Desarmamento evitou 133 mil mortes no país

                                 Levantamento aponta que Estatuto do Desarmamento evitou 133 mil mortes no país



O Estatuto do Desarmamento evitou 133.987 mortes entre 2004 e 2014, de acordo com o “Mapa da Violência 2016 - Homicídios por armas de fogo no Brasil”, a ser lançado nas próximas semanas. Segundo informações divulgadas pelo jornal O Globo, a taxa de crimes dessa natureza, que subiu, em média, 8,1% ao ano entre 1980 e 2003, cresceu 2,2% anualmente de 2004 a 2014. O cálculo foi feito com base nas vidas que seriam perdidas caso o aumento seguisse na velocidade registrada no período anterior à lei. “O que se pretendia com o Estatuto era estancar o crescimento dos homicídios, e isso foi alcançado. Agora, há o risco de relaxamento na legislação” alerta o sociólogo Julio Jacobo Waiselfisz, autor do documento. Ainda de acordo com a pesquisa, o número de negros mortos por armas de fogo subiu 46,9% entre 2003 e 2014. Já entre os brancos, houve queda de 26,1% no mesmo período.

Nenhum comentário