terça-feira, 26 de abril de 2016 | h

Terceirizados protestam no Núcleo Regional de Educação


   

Dezenas de funcionários terceirizados interromperam as atividades do Núcleo Regional de Educação (BRE5) de Itabuna na manhã desta segunda-feira (25). Eles alegam estar com salários em atrasos e teme não receber os tempos de serviços com as mudanças contratuais anunciadas recentemente pelo governo. No Sul da Bahia além de Itabuna os terceirizados atuam em diversas tarefas nas escolas da rede estadual de Ilhéus e em mais de 20 municípios pertencentes a estrutura organizacional do NRE5. “Os trabalhadores estão com dificuldades de pagar suas contas e alguns já passam necessidade por não poder comprar alimentação para a família”, afirma José Carlos, coordenador regional do Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza da Região Sul e Extremo Sul da Bahia (Sindilimp). O dirigente do Sindicato destaca que vêm dialogando com a Secretaria Estadual de Educação e com as empresas que contratam a mão de obra, mas os atrasos vem se tornando constantes e prejudicando os trabalhadores. “As empresas não estão pagando se quer o vale transporte e vale alimentação em dia”, crítica José Carlos. De acordo o Sindicato a empresa AML e Basetec devem salários dois meses, mais os vale alimentação e transporte. A empresa Sandes deve um mês.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bahia Destaque 2015-2016 - Tema Desenvolvido Por YFOXXV