Notícias de última hora

Governo autoriza reajuste de até 12,5% nos preços dos medicamentos




Os medicamentos vão ficar mais caros em todo o país a partir desta sexta-feira. Resolução da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (Cmed) publicada hoje no Diário Oficial da União autoriza reajuste de até 12,5% nos preços dos remédios. A medida atinge mais de 9 mil medicamentos em todo o país. As farmácias e drogarias deverão manter à disposição dos consumidores e dos órgãos de defesa do consumidor as listas dos preços de medicamentos atualizadas, informa a resolução.
O reajuste nos preços dos remédios teve por base o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 9 de março de 2016, que acumula variação de 10,36% entre março de 2015 e fevereiro de 2016.

Cálculos da Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma) já indicavam o reajuste de 12,5%, a primeira vez em 10 anos, que a inflação fechou 2015 em 10,67%. "As oscilações do câmbio e o aumento expressivo da energia elétrica tiveram grande influência na mudança", destaca nota da Interfarma.

No ano passado, nesta mesma época, o ajuste autorizado foi de 7,70%, 6,35% e 5% nos preços de remédios, dependendo da categoria do produto. O governo ainda não divulgou oficialmente de quanto será o reajuste em 2016 e informa que o processo está em consulta pública.

Nenhum comentário