Notícias de última hora

“O caminho agora é o impeachment”, diz ex-presidente FHC


(Foto: Divulgação)

Se antes o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) se mostrava indeciso acerca do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, a gravidade da crise política no país o fez mudar de ideia. Agora, o ex-governante acredita que a legitimidade do processo vem das ruas, após milhões de pessoas irem às ruas em protesto contra Dilma e o PT.
“Eu fui passo a passo. Cheguei a defender que ela tivesse um gesto de grandeza e renunciasse. Eu sempre procurei ter uma atitude serena em relação a esses processos políticos e especialmente em relação à presidente Dilma. [Mas] Com a incapacidade que se nota hoje de o governo funcionar, de ela resistir e fazer o governo funcionar, eu acho que agora o caminho é o impeachment”, afirma FHC em entrevista ao jornal ‘O Estado de São Paulo’.
Um dos passos cruciais dado pelo peessedebista para enfim declarar seu apoio ao impedimento foi a manifestação de sua contrária à nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como ministro da Casa Civil no lugar do ex-governador da Bahia, Jacques Wagner (PT).
“A Casa Civil no Brasil é responsável pelo comando da máquina administrativa não é da política. Precisa de alguém comandar para as coisas acontecerem. Colocar política [na Casa Civil] vai fazer uma confusão no Congresso, que vai cobrar vantagens”, declarou o tucano.

Nenhum comentário