Notícias de última hora

Vereador tem casa invadida e defende uso de arma




Família de Antonio Laroca Neto (PDT) foi ‘salva’ pelos latidos do cachorro. Vereador criticou falta de estrutura na Segurança Pública do Município
O vereador Antônio Laroca Neto (PDT) usou a tribuna da Câmara Municipal de Ponta Grossa para mudar de ideia sobre o porte de armas para civis. O oposicionista sempre se posicionou contra o porte, mas depois de ter a casa invadida o parlamentar mudou de ideia. Laroca teve a residência invadida e a família foi ‘salva’ por uma cachorra – o animal de estimação latiu após a entrada dos invasores.
“Eu sempre fui contra ter uma arma em casa, mas depois dessa situação eu decidi comprar, legalmente, uma arma para defender a minha família”, pontuou Laroca. O vereador criticou a falta de segurança no município e a falta de estrutura oferecida à Polícia Militar na cidade. “O Governo quer apenas nosso imposto, mas não oferece uma contrapartida em termos de segurança pública”, disse.
Para ter direito ao porte de uma arma de fogo o cidadão tem que ter mais de 25 anos de idade e apresentar uma declaração escrita descrevendo a efetiva necessidade de ter uma arma, expondo fatos e circunstâncias que justifiquem o pedido.

Nenhum comentário