Notícias de última hora

Olivença: assassino de garçom era ex-colega da vítima

O garçom Edmilton trabalhava e dormia na barraca, onde foi executado, friamente (foto: Site Itambém Agora)

A polícia Civil de Ilhéus continua investigando a morte do garçom Edmilton Pereira dos Santos, de 30 anos, assassinado, friamente, na noite de quarta-feira (18), dentro de uma barraca de praia em Olivença, distrito de Ilhéus. A vítima dormia no local, onde trabalhava durante o dia, quando foi surpreendida por um homem, que chegou em uma moto.

A esposa de Edmilton presenciou tudo. Ela relatou, inclusive, que o marido conhecia o assassino, mas não soube explicar o motivo do crime. O suspeito, segundo a mulher, seria ex-colega de trabalho do garçom. Ele tinha sido demitido há cerca de um mês.

Ao G1, a delegada Rita Ribeiro, informou que o caso foi registrado como latrocínio (roubo seguido de morte), uma vez que o acusado levou o celular da esposa da vítima e uma pequena quantia em dinheiro de Edmilton. "Ele [atirador] chegou, tomou o celular da esposa, pediu um dinheiro e depois mandou que o garçom deitasse no chão. Ele disparou várias vezes contra a cabeça", relatou a delegada.

Edmilton morreu sem esboçou nenhuma reação, de acordo com a polícia. Até o fechamento dessa matéria o suspeito não havia sido localizado.

Nenhum comentário