Notícias de última hora

Funcionários da Emasa realizam protesto na porta da Prefeitura



Os funcionários concursados da Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa) iniciaram protesto, na manhã desta terça-feira (17), para cobrar do prefeito Claudevane Leite respostas quanto às intenções de privatização da estatal municipal. Eles paralisaram as atividades e planejam grande protesto em frente à Prefeitura de Itabuna, no Bairro São Caetano. Cerca de 100 funcionários saíram da Estação de Tratamento de Água, no São Lourenço, para a prefeitura. A intenção é pressionar para que sejam, finalmente, recebidos pelo prefeito. Nem a direção da Emasa nem o prefeito Claudevane Leite respondem às solicitações de informações feitas pelo Sindae. Há mais de 30 dias, o sindicato dos funcionários, o Sindae, cobra do Governo Vane informações sobre possível privatização da empresa. De acordo com sindicalistas em entrevista ao Pimenta, há várias semanas executivos da Odebrecht têm se reunido a portas fechadas com a direção da Emasa. Suspeita-se que o governo esteja preparando plano de “privatização branca”, com a empresa sendo repassada à Embasa (estatal estadual) e, daí, para a Odebrecht. ATUALIZADA - o prefeito Vane garantiu aos sindicalistas, recebidos na manhã desta terça feira (17), que não há nenhum movimento de privatização. Mas se acontecer, no futuro, uma Parceria Público Privada (PPP), os empregos serão preservados.

Nenhum comentário