Notícias de última hora

Ex-prefeito de Ipiaú pede que baianos não permitam que deputados extinguem TCM



O empresário e ex-prefeito de Ipiaú, José Andrade Mendonça, publicou um informe publicitário, na edição desta terça-feira (10) do jornal A Tarde, em que chama a atenção da população baiana para ficar atenta às discussões ocultas na Assembleia Legislativa da Bahia sobre a possível extinção do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM). “[Os deputados que] insistirem na extinção do Tribunal é incoerência. O objetivo é proteger prefeitos que não cumprem a Lei de Responsabilidade Fiscal”, escreveu o empresário.
Sobre o argumento feito pelo presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, deputado Marcelo Nilo (PDT), de que o objetivo de acabar com a corte de contas baianas seria trazer economia para os cofres públicos, ao mesmo tempo em que a Alba registra déficit em seu orçamento de R$ 17 milhões por conta do descontrole dos gastos públicos, Andrade Mendonça defende que economia se faz combatendo a corrupção. “O Tribunal de Contas do Estado estava ou esteve atrasado com as contas da própria Assembleia”, lembrou. Com uma possível extinção do TCM, o TCE assumiria a função de fiscalizar os 417 municípios baianos.
“É necessário que a sociedade organizada, o povo e a imprensa não aceitem esse comportamento dos parlamentares e não votem neles nas próximas eleições. Estaremos na galeria da Assembleia Legislativa, nas sessões que o assunto for tratado, para ver os parlamentares que enfatizam a extinção do Tribunal”, prometeu.
Andrade Mendonça sugere que os deputados estaduais, ao invés de querer acabar com um órgão de controle externo, aprovem uma lei: “no dia que movimentar recursos no município, fechar a planilha administrativo-financeira por secretaria, enviar para o Tribunal e o povo acompanhar, como também na Assembleia [Legislativa]”.

Nenhum comentário