Notícias de última hora

Eleições do Flamengo vão parar na polícia

Guito Moreto



A disputa pela presidência do Flamengo ganhou um novo capítulo, desta vez na delegacia.
Ontem, a diretoria do clube abriu uma queixa-crime na 14ª DP por uma suspeita pesquisa de intenção de voto.
Um fictício setor de pesquisa do clube ligou para diretores e sócio-torcedores, conforme revelou Renato Maurício Prado nesta terça.
Depois de perguntar a chapa escolhida pelo sócio, a pesquisadora dava motivos para que votassem em Wallim Vasconcellos, de uma das duas chapas de oposição ao presidente Eduardo Bandeira de Mello.

Nenhum comentário