Notícias de última hora

STJD denuncia e Eurico pode ser suspenso por 2 anos após cobrar CBF

Eurico Miranda está na mira do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD)

O presidente Eurico Miranda está novamente no centro de polêmicas. Após reclamar bastante da arbitragem do duelo contra a Chapecoense (dia 15), criticar a Comissão de Arbitragem e fazer cobranças à CBF, o cartola foi denunciado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e pode ser suspenso por até dois anos.
O dirigente cruzmaltino foi enquadrado por desrespeito, conduta contrária à disciplina e a ética desportiva e por incitar publicamente o ódio ou a violência.
Segundo comunicado do Tribunal, "Eurico corre risco de receber suspensão de 15 a 180 dias por cada infração ao artigo 258 do CBJD e de multa de até R$ 100 mil e suspensão entre 360 a 720 dias no artigo 243-D do CBJD".
De acordo com a assessoria de imprensa do Vasco, o presidente ainda não foi notificado da denúncia e só avaliará se irá se posicionar publicamente após este ato.
Na ocasião do duelo com os catarinenses, Eurico ficou enfurecido com a marcação de pênalti a favor do adversário e de uma infração não marcada logo em seguida em prol do Cruzmaltino.
Entre outras reclamações, o cartola disparou da seguinte forma em relação à CBF e à Comissão de Arbitragem: 
"Em nenhum momento o Vasco pediu qualquer tipo de ajuda, mas está absolutamente claro que querem impedir que o Vasco alcance o seu objetivo e não vou assistir passivamente a isso. Estou chamando a responsabilidade do presidente da CBF (Marco Polo Del Nero), desse departamento de árbitros que é absolutamente incompetente, e espero que não tenham outras coisas por trás disso. Hoje é mera suposição. Se o presidente da CBF está vivendo problemas hoje, vai viver coisas muito maiores depois. Não tem o direito de fazer isso com uma instituição centenária como o Vasco". 

Nenhum comentário