Notícias de última hora

Polícia faz operação para prender chefe de tráfico em favela de Niterói

                        Traficante Tineném (Foto: Reprodução/ Disque-denúncia)

As polícias civil e militar fizeram uma grande operação na manhã deste sábado (10) contra o tráfico de drogas no Morro do Caramujo, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio. Às 8h30, vários tiroteios já tinham sido registrados na região. Segundo o comandante do 12º BPM (Niterói), coronel Fernando Salema, oito pessoas foram detidas e encaminhadas para a 78 DP (Fonseca). Um dos detidos também ficou ferido, e  precisou de assistência no Hospital Azevedo Lima, também em Niterói

Pelo menos cem policiais, dois helicópteros e três veículos blindados participam da ação. O principal alvo era o chefe do tráfico de drogas da região, Rodrigo da Silva Rodrigues. Ele não foi encontrado. Na última terça-feira (6), o Portal dos Procurados aumentou para R$ 5 mil a recompensa por informações que levem a prisão de Rodrigo, considerado o criminoso mais procurado de Niterói. Contra ele, segundo o Portal, constam cinco mandados de prisão, expedidos por diversas Varas Criminais.
                          Regina e Francisco Múrmura entraram por engano em favela (Foto: Reprodução / Facebook)




Até o momento, vários confrontos foram registrados em diferentes pontos da favela, mas não há informação sobre feridos. No último sábado, Regina Múrmura, de 70 anos, foi morta ao entrar por engano na comunidade. Ela e o marido usavam o aplicativo Waze para achar uma avenida em outro bairro de Niterói e acabaram sendo conduzidos para uma rua com o mesmo nome na favela. O carro foi alvejado várias vezes e o marido de Regina, Francisco, ainda levou uma coronhada antes de ser liberado da comunidade. Os criminosos ainda atiraram enquanto o veículo saía da favela. Francisco acredita que um castiçal que estava na mala do carro, na direção do banco do motorista, pode ter evitado que as balas o atingissem.








De acordo com a polícia, a mesma quadrilha pode ter sequestrado e matado um casal de idosos que mora na região, depois de um desentendimento envolvendo uma barricada construída pelos criminosos. Na segunda-feira, a polícia já havia feito uma operação na região, e dois policiais militares acabaram feridos. Picados por abelhas, os dois foram encaminhados para o Hospital Azevedo Lima, no Fonseca, e receberam alta. Antes, houve troca de tiros entre os agentes e vários suspeitos de pertencerem à quadrilha de Tineném, segundo a Polícia Militar.

Nenhum comentário