Notícias de última hora

Parceria Transpacífico pode reduzir exportação do Brasil em até 2,7%



A Parceria Transpacífico, o acordo entre Estados Unidos, Japão e outros dez países pode reduzir as exportações brasileiras em até 2,7%, segundo estudo da Escola de Economia da FGV.
Segundo reportagem da Folha de S.Paulo, com a eliminação das taxas de importações e de pelo menos 50% das barreiras não tarifárias, as exportações brasileiras são afetadas, pois os produtos vendidos entre os países do acordo ficarão comparativamente mais competitivos.
Atualmente, as economia que pertecem ao TTP (Parceria Transpacífico) representam quase um quarto dos exportações brasileiras.
Além dessa parceria, os EUA devem voltar-se a outro mega-acordo comercial com a União Europeia, a Ttip (Parceria Transatlântica de Comércio e Investimento), o que deve agravar ainda mais a situação brasileira.
“É urgente que o Brasil inicie uma negociação para um acordo de livre comércio com os EUA”, diz Diego Bonomo, gerente executivo de comércio exterior da Confederação Nacional de Indústria (CNI).
Armando Monteiro, ministro do Desenvolvimento, discorda quanto a importância atual de um possível acordo de livre comércio com os EUA, pois, segundo ele, a ideia ainda não está madura e não é viável no médio prazo. No entanto, assegura que o acordo está nos planos do governo brasileiro.

Nenhum comentário