Notícias de última hora

Contran sobe pena para "pegas" e alcool




O Conselho Nacional de Trânsito publicou na edição de quinta-feira, do Diário Oficial da União, uma resolução que torna mais duras as penalidades para motoristas e motociclistas reincidentes.
Com a resolução 557, as penalidades de suspensão do direito de dirigir ganharam uma nova redação. Os condutores que insistirem em desobedecer as leis de trânsito passarão mais tempo com a habilitação suspensa.
Os motoristas e motociclistas flagrados na Lei Seca pela segunda vez podem ficar até dois anos com a Carteira de Nacional de Habilitação suspensa. O prazo também aumenta para quem promover pegas.
A penalidade, que era de 4 a 10 meses, será de 10 a 20 meses de suspensão.
Mas o diretor-geral do Detran na Bahia, Maurício Bacelar, explica que os 140 mil processos de suspensão do direito de dirigir instaurados pelo órgão neste mês serão julgados seguindo a resolução anterior.

Nenhum comentário