Notícias de última hora

Coelba corta energia da prefeitura de Jequié e dívida pode chegar a R$ 1,5 mi

A Coelba suspendeu o fornecimento de energia na sede da Prefeitura de Jequié, Sudoeste baiano, nesta quinta-feira (29), por falta de pagamento. De acordo com o vice-prefeito Sérgio da Gameleira, que está de relações cortadas com a prefeita Tânia Britto, o valor da dívida com a companhia de energia é estimado em R$ 1,2 milhão. “Esse é um número ainda extraoficial. O total pode ultrapassar R$ 1,5 milhão”, disse ele, em entrevista ao Bocão News, no início da tarde.
O corte de energia atingiu outros prédios administrados pela prefeitura nesta quarta-feira (28), além do Centro de Abastecimento Vicente Grilo e o antigo mercado municipal, deixando mil comerciantes sem condições de trabalho. “Os atrasos com a Coelba são constantes. Todo mundo foi pego de surpresa. Ontem, os comerciantes fizeram protesto por causa da situação. Tememos que ocorra um efeito cascata e a energia seja cortada em postos de saúde e escolas”, previu o vice-prefeito. Com cartazes, apitos e gritos de ordem, os trabalhadores bradaram nas ruas da cidade. “Queremos energia!”
De acordo com Sérgio da Gameleira, a prefeita está despachando no gabinete, “às escuras”. “Soube que ela está na cidade e estava atônita ao telefone tentando reverter a situação. Está na própria prefeitura, onde funcionam ainda a Procuradoria, as secretarias de Administração e da Fazenda, e o setor de compras. Em torno de 400 pessoas trabalham no prédio”, relatou. A reportagem entrou em contato com a prefeita Tânia Britto, mas ela não atendeu as ligações.

Nenhum comentário