Notícias de última hora

Feira de Santana: dois são afastados por suspeita de pedir propina a motoristas

A Secretaria de Transportes de Feira de Santana afastou nesta sexta-feira (11) duas pessoas por suspeita de participação no esquema de suborno de motoristas do transporte clandestino na cidade. Segundo a denúncia, os ficais costumam apreender os carros dos motoristas que não aceitam pagar a propina. De acordo com motoristas dos "ligeirinhos", como são chamados esses veículos, toda a negociação é feita por meio de um aplicativo de telefone celular.
 
Os suspeitos pertenciam a uma empresa contratada para auxiliar no combate aos "ligeirinhos", informou a prefeitura. Os dois  foram afastados das funções. Eles foram identificados através de mensagens gravadas enviadas aos motoristas clandestinos cobrando propina. O valor da propina varia entre R$ 50 e R$ 120 por semana, segundo a denúncia.
 
Em conversa registrada em áudio pelo aplicativo, um homem disse aos motoristas com quem eles devem deixar o dinheiro. "Pessoal que roda aí do Nordestino, deixa o dinheiro, por favor, na mão de Cláudio, que eu já estou passando para pegar", disse um dos supostos fiscais.
Quem demora para fazer o pagamento é ameaçado. "Pessoal, volto a falar. O dia de pagar é sábado. Tem gente que não pagou ainda. Então, até oito e meia eu estou esperando, mas se não chegar vou começar cortar", afirmou a mesma voz.
 
Sem mostrar o rosto, um motorista conta que foi vítima várias vezes da extorsão. Há duas semanas ele apontou que se recusou a dar dinheiro para os fiscais e, por isso, teve o carro apreendido em uma fiscalização. “Se você não pagar, seu carro vai preso. Você tem que participar de um grupo. Como eu não participei, meu carro foi preso”.

Nenhum comentário