Notícias de última hora

Condutores do Samu reivindicam reajuste salarial

 
Condutores de Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Salvador reivindicam o reajuste salarial atualizado pelos índices de aumento concedidos aos servidores municiais. Na manhã desta sexta-feira (25), representantes da categoria  se reuniram com a promotora Rita Tourinho, na sede do Ministério Público, em Nazaré e pediram a interferência do órgão para fazer valer o Termo de Ajuste de Conduta (TAC). A promotora pediu para que a categoria voltasse a entrar em contato na próxima segunda-feira (28).
 
Segundo o presidente do Sindicato dos Condutores, Vanderson Lima, os trabalhadores totalizam um prejuízo acumulado de 54,5% sobre os reajustes, desde a formalização do acordo entre a Prefeitura Municipal e Ministério Público da Bahia, em 29 de março de 2011. 
 
No ano passado, os funcionários conversaram sobre a questão com o secretário municipal de Saúde, José Antônio Rodrigues e decidiram pelo parcelamento da dívida de 2011 a 2014, que somavam um acúmulo de 64% sobre os índices de reajustes, em quatro vezes. 
 
"Só recebemos uma parcela, em 2014, e neste ano não tivemos o reajuste conforme os servidores (6,5%), nem o pagamento dos 16% referente ao parcelamento", afirma Vanderson Lima. "Estamos procurando formas de resolver o problema sem parar os serviços, visto que sabemos da importância da Samu, mas caso não sejamos atendidos faremos greve", alegou.

Nenhum comentário