Notícias de última hora

Operação da PF combate fraudes à Previdência na Bahia

A Polícia Federal (PF) e o Ministério da Previdência Social deflagraram nesta terça-feira, 4, uma operação para desarticular uma quadrilha especializada em fraudar benefícios previdenciários. A ação conta com a participação de 25 policiais federais e oito servidores. 

Denominada "Walking Dead II", a operação é realizada nos municípios baianos de Salvador, Jacobina e Ourolândia, para cumprir seis mandados de busca e apreensão e três mandados de prisão preventiva. Segundo as investigações da PF, os membros da quadrilha apresentavam às agências da Previdência Social documentos falsos (certidões de óbito, certidões de casamento e carteiras de trabalho com vínculos empregatícios, entre outros) para conseguirem benefícios de forma fraudulenta, como pensões por morte em que os beneficiários estão vivos. Os criminosos recebiam pagamentos mensais com valores superiores a R$ 5.000, além de valores retroativos de instituições bancárias, gerados pela suposta existência de filhos menores de idade, que não existiam. 

Os investigados vão responder pelos crimes de estelionato qualificado, falsificação de documentos públicos e associação criminosa. Somadas, as penas podem chegar a até 16 anos de prisão. Esta é a segunda etapa da operação, que já cumpriu seis mandados de prisão em dezembro de 2014. O Ministério da Previdência Social estima os crimes já causaram um prejuízo aos cofres do INSS de aproximadamente R$ 1.688.000.

Nenhum comentário