Notícias de última hora

"Ninguém combateu tanto a corrupção como a Dilma", defende Wagner

Durante evento na cidade de Morro de Chapéu, região da Chapada Diamantina, o ministro da Defesa, Jaques Wagner, neste sábado (8), partiu para a defesa da presidente Dilma Rousseff (PT) em seu discurso durante o recebimento da Comenda Padre Juca. Segundo o petista, a atual mandatária do Palácio do Planalto "foi quem mais combateu a corrupção no Brasil".

"Minha gente, fui deputado federal, duas vezes governador e duas vezes ministro e nunca vi alguém defender tanto o combate a corrupção como a presidente Dilma Rousseff (PT)", afirmou.

O discurso enfático do ex-governador vem em um momento de fragilidade da imagem de Dilma frente ao eleitorado.

Após fazer elogios a gestão FHC que realizou " ajuste na macro economia brasileira ", Wagner ainda disse que " não troca os 12 anos de PT na presidência, apesar de alguns companheiros terem errado, por anos anteriores de outras gestões ".

Em uma referência ao Operação Lava Jato e as investigações em torno das grandes empreiteiras, Wagner foi enfático: "é necessário que se investigue, defendo isso, pois quem errou tem que pagar, pois dinheiro público é pra ser utilizado no bem público, mas não podemos deixar que as grandes empresas da nossa nação sejam paralisadas".

SAUDADE - Wagner, que a pouco mais de oito meses deixou o Palácio de Ondina para ir à Brasília, contou sente saudade do tempo em que era governador. "Sinto saudade disso daqui: tá perto do povo, receber os pedidos, as cobranças", discorreu.

O petista enfatizou, inclusive, que nos últimos "oitos anos sem nenhuma denúncia de corrupção na Bahia".

Nenhum comentário