Notícias de última hora

Manifestação com boneco inflável de Lula na Avenida Paulista tem tumulto

Militantes do PT (Partido dos Trabalhadores) e organizadores do ato com o boneco inflável do presidente Luiz Inácio Lula da Silva vestido de presidiário discutiram durante a tarde deste domingo (30), na Avenida Paulista. 
Após o tumulto, a Polícia Militar foi obrigada a fazer um cordão de isolamento para separar os dois grupos. O boneco seria desmontado às 15h, mas os organizadores mudaram de ideia e o “Pixuleco” foi esvaziado às 13h55.
O boneco inflável que representa o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Sila como presidiário, foi consertado e voltou a dar as caras em São Paulo. Na manhã deste domingo (30), manifestantes o exibiram em frente a sede da Caixa Econômica Federal, na Avenida Paulista.
Manifestantes registram momento com

Antes dos animos esquentarem, muitas pessoas pararam para tirar foto e interagir com a peça apelidada de "Pixuleco" – referência à palavra usada por João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT, para falar sobre propina. O fato ocorreu no Viaduto do Chá, em frente à prefeitura municipal, onde o grupo pró-impeachment se confrontou com governistas. Anteriormente, o Pixuleco já tinha passado por outros pontos-chave da cidade, como a Ponte Estaiada, na zona sul da capital paulista.O inflável, de 12 metros de altura, 100 kg quando está vazio e 500 kg quando cheio de ar, desta vez apareceu cercado por grades e com seguranças particulares. As providências foram tomadas pelo idealizador Ricardo Honorato, do Movimento Brasil (MBR), após umamanifestante pró-governo rasgar o boneco na última sexta-feira (28).

Nenhum comentário