Notícias de última hora

Jovem pode ter pênis amputado após passar por “maratona de sexo” de 48 horas

(Foto: Reprodução/topimagens)

Um homem de 23 anos foi hospitalizado por ter participado de uma “maratona de relações íntimas” com sua namorada na praia de Salerno, ao sul da Itália, e virou notícia em todo o mundo. Ele teve uma condição chamada Priapismo, que precisa ser cuidada rapidamente para não se tornar danosa à saúde, e ao invés de procurar um médico, resolveu aproveitar a ereção que durou 48 horas.
Segundo o site Daily Star, ele aproveitou para restabelecer um recorde com o maior número de vezes que conseguiria ter relações com sua namorada, em menor intervalo de tempo, mas só foi levado a um hospital pela mãe. O Priapismo costuma afetar homens que tomam Viagra. Após ser submetido a uma cirurgia nesta quarta-feira (5), o médico responsável pelo seu tratamento afirmou que ainda é cedo para dizer se o pênis voltará ao normal ou será, de fato, amputado.

Nenhum comentário