Notícias de última hora

Com popularidade em queda, Dilma vem a Salvador lançar Dialoga Brasil

Quando desembarcar em Salvador, nesta sexta-feira (14), às vésperas de se tornar alvo de novos protestos de rua em todo o país, a presidente Dilma Rousseff, vai participar do segundo evento da plataforma Dialoga Brasil, ferramenta lançada em julho pelo governo, na tentativa de se reaproximar da sociedade. Dilma Rousseff tem visto a popularidade despencar nas pesquisas de avaliação da gestão e começa uma peregrinação pela região Nordeste, a fim de recuperar a confiança da população. Pela manhã, ela estará em Juazeiro, interior da Bahia.
Em entrevista coletiva nesta quinta-feira (13), no Rio Vermelho, o ministro da Cultura, Juca Ferreira, afirmou que as políticas culturais do órgão também serão incorporadas ao canal de comunicação. "Vamos ampliar a participação da sociedade nas políticas do governo, com aspectos novos", disse.
Segundo Wagner Caetano, secretário nacional de Relações Político-Sociais, até esta quinta-feira, 8 mil propostas já haviam cadastradas em quatro áreas: Saúde, Educação, Segurança Pública e Desenvolvimento Social. "Deste total, 60% serão aproveitadas", ressaltou.
Os ministros do governo federal também participam, segundo ele, de bate-papo com inscritos no portal www.dialoga.gov.br.
De acordo com o assessor especial do Ministério da Saúde, André Bonifácio, a plataforma interativa deve "melhorar e qualificar o programa". Os representantes do Planalto explicaram o funcionamento da ferramenta, cujo banco de dados, afirmaram,  registra 15 mil cadastrados e 117 mil acessos.
Em novembro, após análises, as propostas da sociedade poderão ser implementadas pelo governo federal.
"Cada ministério tem suas ferramentas de participação, mas esse integra o conjunto do governo e não concorrer com os mecanismos que ja existem", definiu Juca Ferreira.

Nenhum comentário