Notícias de última hora

Presidente do DEM diz que 9 anos de PT na Bahia custaram milhares de vidas

O presidente do DEM em Salvador, Heraldo Rocha, reagiu aos ataques do presidente estadual do PT, Everaldo da Anunciação, ao prefeito ACM Neto. O petista não gostou das críticas que o gestor soteropolitano fez pelo envolvimento da legenda na Operação Lava-Jato e  jogou no colo da prefeitura as mortes das recentes chuvas.
 
"Os quase nove anos de desmandos dos governos Wagner e Rui na Bahia resultaram em milhares de famílias enlutadas que perderam suas vidas pela falta de total planejamento na Saúde e na Segurança. O caos na Saúde faz vítimas silenciosas que morrem nas ambulâncias porque não encontram vagas nos hospitais. Mas as vítimas da violência estão aí a vista de todos. Os professores e taxistas da Bahia estão indignados com a recente morte covarde em Salvador de uma professora do colégio Antonio Vieira e ontem de um taxista no bairro do Stiep. Pior é que como o governo  é de continuísmo só resta aos baianos rezar", afirmou Heraldo Rocha. 
 
Para o presidente do DEM, Anunciação não passa de um cumpridor de ordens. 
 
"Everaldo cumpre ordens. Ele demonstrou uma irritação dos seus chefes, mas infelizmente o que o prefeito disse do PT é o que a população do Brasil pensa. Inclusive toda antiga direção do partido, incluindo o chefe José Dirceu, cumpre pena", explicou Heraldo Rocha.
 
Sobre as chuvas, Heraldo Rocha tentou isentar a gestão municipal. "É um desonestidade tentar culpar a prefeitura pelos mortos das chuvas. Foi uma catástrofe histórica e foi justamente pelo planejamento do prefeito ACM Neto, por ter feito o dever de casa e equilibrado as contas, que a Prefeitura pode com recursos próprios cuidar dos desabrigados com programas importantes como o auxílio emergência, o aluguel social e o morar melhor que vai reconstruir as casas dos atingidos", lembrou Heraldo Rocha.

Nenhum comentário