Notícias de última hora

Policiais reivindicam aumento de taxa de combustível para as viaturas

Com R$ 26 disponíveis diariamente para abastecer as viaturas, os policiais militares da Base Comunitária de Rio Sena, no Subúrbio Ferroviário, se queixam do racionamento, classificando a quantidade como insuficiente para que as guarnições possam trabalhar no combate à criminalidade.
“Nós temos R$ 26 por dia. Tudo para uma área de centenas de quilômetros quadrados”, reclamou um militar que preferiu anonimato da Base Comunitária de Salvador (BCS/Rio Sena).
De acordo com a categoria, a quantia só dá para um quarto de combustível por dia. “A base comunitária é muito arrumada, apesar de não ter alojamento para os militares dormirem. No geral, oferece condições dignas de trabalho. Mas, do que adianta, se eles não têm gasolina para saírem ao combate da criminalidade?”, questionou o deputado estadual Sodado Prisco (PMDB), ao visitar a unidade de segurança.
"Enquanto isso, os bandidos têm gasolina e armamento à vontade. O governo tem que dar prioridade à segurança pública”, analisou o parlamentar, que denunciará a situação à Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Estado da Bahia (Alba), em sessão que ocorrerá nesta terça-feira (16).

Nenhum comentário