Notícias de última hora

Congresso não vota contas do governo federal desde 2002

Ignorando as recomendações do Tribunal de Contas da União (TCU) sobre irregularidades nos gastos públicos do governo federal, o Congresso Nacional não tem analisado contas da Presidência desde 2002, quando Fernando Henrique Cardoso perdeu a eleição para o ex-presidente Lula. 
 
A Consituição brasileira diz que é uma competência exclusiva do Congresso julgar anualmente as contas prestadas pelo presidente da República e apreciar as recomendações dos órgãos de controle.
 
A possível rejeição das contas de Dilma Rousseff referentes ao ano passado pelo TCU a ser anunciada nessa quarta-feira (17) só terá validade se o Congresso julgar a recomendação do tribunal. 
 
Além das gestões petistas pendentes de análise no Congresso, há ainda, segundo a Folha de S. Paulo, por serem votadas as contas de Fernando Collor de Mello, dos anos de 90 e 92. 
 
Não existe regra que estipule prazo para que as contas sejam votadas. A qualquer momento, o Congresso Nacional pode votar o exercício financeiro que bem entender.

Nenhum comentário