Preocupado com o aumento dos índices de violência em Itabuna, o vereador Ronaldão ( PMN) cobrou intensificação da polícia para combater a criminalidade na cidade de Itabuna.

Mesmo estando apenas no segundo mês do ano, o aumento de crimes e assaltos na cidade é crescente, com isso as pessoas estão sem o direito de liberdade para ter o seu momento de lazer, passear com a família e fazer suas obrigações do dia a dia, pois a população está com medo da criminalidade.

O vereador elogiou o trabalho da polícia, que está trabalhando com operações para reverter o quadro ruim da cidade, segundo o mesmo Itabuna nunca esteve dessa forma, com mortes e assaltos acontecendo diariamente.

Ronaldão ainda alerta aos pais:

Quando seu filho chegar em casa com carro, com moto procure saber de quem é esse veículo, porque tem garotos de 14, 15 anos roubando motocicletas e cometendo esses delitos,e com isso a cidade de Itabuna tem ficado tensa, concluiu ."


Muito triste com o assassinato do jovem Carlos Ribeiro (Carlinhos), que era morador do bairro de Fátima e estava trabalhando no posto de gasolina quando foi surpreendido por marginais que tiraram a sua vida, o vereador apresentou uma moção de pesar.


Os quatro homens suspeitos de terem sequestrado o empresário e ex-prefeito da cidade baiana de Valença, Ramiro José Campêlo de Queiroz, 70 anos, foram presos durante um encontro em uma churrascaria para fazer a redistribuição do dinheiro obtido por meio de negociação com a família. A informação foi divulgada pelo delegado Cleandro Pimenta, titular do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), durante coletiva à imprensa no final da manhã desta segunda-feira (19).

Todos os presos foram apresentados na unidade de Polícia Civil, que fica no bairro da Pituba. Eles foram identificados como Carlos Eduardo Rabello, Márcio Reis dos Santos, André Luís Maciel Santos e Geraldo Alves de Carvalho. Eles foram detidos em flagrante, no município de Caçapava, no interior de São Paulo, às margens da Via Dutra.

Os familiares fizeram a negociação de liberação da vítima diretamente com os criminosos e pediram que a polícia não participasse do processo, a fim de garantir a segurança do ex-prefeito. Entretanto, o delegado Cleandro Pimenta disse que a corporação, por meio do serviço de inteligência, prosseguiu com as investigações de forma paralela.

"É um crime de Ação Penal Pública Incondicionada, que independe da vontade da família para investigar. Então, a gente entrou na apuração".

O delegado detalhou passo a passo a ação dos bandidos no sequestro que durou 25 dias:

18/01: Ramiro é sequestrado dentro de casa, em Valença, no baixo sul do estado, às 6h, por três homens que renderam o caseiro e também a mulher da vítima;
11/02: Família paga resgate para parte da quadrilha no município de Taubaté, em São Paulo;
12/02: Vítima é liberada por outra parte da quadrilha, no município de Simões Filho, na região metropolitana de Salvador;
14/02: A quadrilha é presa reunida em uma churascaria às margens da Via Dutra, no município de Caçapava;
17/02: Presos são transferidos de São Paulo para Salvador;
19/02: Presos são apresentados à imprensa na Polícia Civil, no bairro da Pituba

Inicialmente, a polícia tinha divulgado que a vítima tinha sido liberada pelos sequestradores no estado do Espírito Santo. Entretanto, a informação foi corrigida nesta segunda-feira.

Estado da vítima

Segundo o delegado Cleandro Pimenta, Ramiro José Campêlo de Queiroz foi liberado pelos criminosos no município de Simões Filho. A polícia ainda não identificou o ponto exato do cativeiro, mas sabe que os suspeitos usaram dois imóveis. Um deles seria no município de Dias D'Ávila, na região metropolitana, e um outro na zona rural de Valença.

Liberado pelos criminosos, o ex-prefeito pegou um táxi e seguiu para a casa de um dos filhos, que mora na capital baiana. A vítima chegou na residência por volta das 18h e apresentava uma fissura em um dos braços.

"Ele se machucou, mas não foi por conta de agressão. Ele foi se movimentar dentro do cativeiro, aí ele levou uma queda e fissurou um dos ossos do braço".

Fora a fissura, o delegado disse que o estado físico de saúde de Ramiro José Campêlo de Queiroz é bom.

Presos

A polícia diz que todos os presos têm passagem pela polícia por assalto. Um deles, Márcio Reis dos Santos, de 42 anos, é morador de Salvador e já ficou preso por um período de 13 anos por roubo a banco.

Outro, o mais velho do grupo, Carlos Eduardo Rabello, de 47 anos, natural de Recife, já foi preso por roubo de carro, assalto a carro-forte e roubo a banco. Já Geraldo Alves de Carvalho, de 36 anos, natural de Salvador, já foi preso por saidinha bancária.

A polícia não detalhou o histórico criminal de André Luis Maciel dos Santos. O delegado disse que investiga a participação de outros suspeitos, mas destaca que os quatro presos são os protagonistas do sequestro.



No foco de ações movidas pelo Ministério Público Estadual (MP-BA), o presidente da Câmara de Camaçari, Oziel Araújo, já teve licitação suspensa pela Justiça por indícios de irregularidades.
De acordo com o site Camaçari Alerta, em março do ano passado, uma ação popular denunciou o chefe do Legislativo da cidade por conta de suspeita de irregularidades em uma licitação para contratação de empresa especializada na prestação de apoio operacional para atuar na Casa.
O MP apontou que houve falta de publicidade do processo licitatório, que teve a participação de três empresas. A suspeita é de que tenha ocorrido direcionamento do certame destinado à contratação dos serviços de conservação, limpeza, higiene, portaria, copeiragem e jardinagem.
A denúncia, informa o site local, foi acolhida pelo juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública, Cesar Augusto Borges de Andrade.
“Trata-se de fato público e notório, que o objeto da licitação referente aos serviços de apoio operacional acima relatados, podem ser prestados por expressivo número de empresas com atuação nesta região metropolitana, incluindo a própria capital do Estado, tratando-se de serviços que em tese, não exigem mão-de-obra com graduação ou alta especialização, porém, somente apresentaram-se como interessadas, três empresas, sendo que duas delas, Licons Locação de Mão de OBra e Serviços LTDA e a Fácil Soluções e Serviço sequer apresentaram qualquer lance, sendo que a empresa Team Gestão de Serviços de Segurança apresentou lance no valor mensal de cento e trinta e seis mil, setecentos e cinquenta e cinco reais e valor anual de um milhão, seiscentos e quarenta e um mil reais”, relata o magistro em trecho do seu despacho.
Ao atender o pedido de suspensão da licitação, o juiz Cesar Augusto Borges de Andrade chegou a dizer que o procedimento licitatório se constituiu uma "ação entre amigos".

As cenas lamentáveis vistas no BaVi vão repercutir e dar o que falar durante muito tempo. Após a partida do último domingo (18), no Barradão, os jogadores Kanu e Bryan, do Vitória, manifestaram o desejo de prestar queixa contra o volante Edson, do Bahia. O departamento jurídico do Leão está dando suporte à decisão dos jogadores.
A briga generalizada teve início aos 5 minutos do segundo tempo, quando o meia Vinicius marcou o gol do Bahia e comemorou o gol em frente a torcida do Vitória com sua típica "dancinha". Incomodados com a atitude do rival, os atletas rubro-negros partiram para cima do meia tricolor. Aos 33 minutos do segundo tempo, após o quinto jogador do Vitória ser expulso, o árbitro encerrou a partida por falta de atletas em campo.
O volante do Bahia também foi protagonista da confusão e pancadaria que aconteceu na Arena Fonte Nova, em abril do ano passado, na semifinal da Copa do Nordeste. (Bocãonews)


quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018 | h

VEREADOR RONALDÃO REBATE ATAQUES NA REDE SOCIAL


Resultado de imagem para vereador ronaldão itabuna

O vereador de Itabuna, Ronaldão (PMN) está sofrendo ataques na rede social desde a semana passada. Estão divulgando que ele votou a favor do reajuste da passagem do transporte coletivo, mas na realidade ele não participou da sessão:

“ Estão me atacando em grupos com essa informação falsa, na verdade não votei pelo o reajuste, não participei da sessão por ter sido uma sessão extraordinária, mas estou sempre ao lado do povo. Acredito que esses ataques são por conta do nosso crescimento na cidade”, declarou o edil.



     O clima desgastado entre Aldenes meira e PC do B ganhou mais um capítulo, desta vez o vereador Aldenes Meira perdeu um dos seus cargos políticos de maior expressão.
     O conflito vem desde 2012, quando Aldenes foi eleito e o PC do B trabalhou para que o vereador Ruy Machado (PTB) fosse eleito presidente da câmara, mas Aldenes mostrou articulação e foi eleito.
     Já em 2014, Aldenes lançou seu nome como candidato a deputado estadual, mas o partido no primeiro momento priorizou o nome do Major Serpa como candidato.
     No mesmo ano aconteceu a eleição da mesa diretora da câmara, Aldenes colocou seu nome como candidato a reeleição, e novamente no primeiro momento o PC do B priorizou a eleição de Ruy Machado, mudando para Aldenes apenas depois de uma troca de cargos.
     



     Mesmo com a série de acontecimentos Aldenes Meira foi reeleito em 2016 e entrou em rota de colisão com a direção local do PC do B, em virtude disso ele perdeu o cargo da direção do SAC de Itabuna que estava sob comando de Héllade Guimarães, ela foi indicação de Aldenes para assumir a pasta em 2015 quando o então vereador foi contemplado com o cargo devido ao número de votos recebidos na eleição para deputado estadual. 



  Exoneração foi publicada no diário oficial do dia 03 de fevereiro de 2018,


Em seu lugar foi nomeado José Raimundo de Souza, conhecido como Sargento Raimundo, ex-vereador de Itabuna.





O preço do Gás Natural Automotivo (GNV) terá aumento de 4,68%. O produto passa a custar em torno de R$ 0,10 (dez centavos) a mais neste mês de fevereiro.
O Sindicombustíveis Bahia foi informado pela Bahiagás sobre o reajuste autorizado pela Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transporte e Comunicações da Bahia (Agerba).
“Desde junho de 2016, os empresários tiveram os seus preços majorados, várias vezes, até janeiro de 2018, totalizando um valor superior a R$ 0,20 (vinte centavos). Com este novo aumento, o GNV terá sido reajustado em mais de R$ 0,30 (trinta centavos)”, ressalta o presidente do sindicato, José Augusto Costa.
De acordo com o Sindicombustíveis Bahia, as alterações no preço dos combustíveis são de responsabilidade de cada revendedor.



Nesta terça-feira (6), acontece o interrogatório do ex-ministro Geddel Vieira Lima marcado pela Justiça Federal, em Brasília. Ele sairá do presídio da Papuda, a 30 km do centro da capital, escoltado por policiais, para ser ouvido no processo em que é acusado de obstrução de Justiça.
Esse o processo levou Geddel a ser preso pela primeira vez, no ano passado. Ele é investigado pela tentativa de atrapalhar a delação premiada do operador Lucio Funaro, quando ele ainda estava em tratativas com a Procuradoria Geral da República (PGR).
Segundo as investigações, Geddel fez contatos telefônicos constantes com a esposa de Funaro, Raquel Albejante Pita. Procuradores dizem que o objetivo do baiano era sondar como estava o ânimo do doleiro e garantir que ele não fornecesse informações às autoridades
Após o interrogatório, o processo entrará na reta final. Faltarão só as alegações finais do Ministério Público e da defesa. Depois, o caso estará pronto para sentença. A expectativa é que a decisão da Justiça saia ainda em fevereiro.
No mesmo dia, também será ouvido, no mesmo processo, o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, testemunha de defesa de Geddel. O depoimento de Padilha foi marcado pela Justiça, apesar de ele ser ministro e ter prerrogativa de escolher hora e local. É que o juiz Vallisney de Oliveira, responsável pelo caso, informou que Padilha não respondeu à solicitação judicial dentro do prazo. Com isso, o juiz aplicou um entendimento, firmado pelo Supremo Tribunal Federal, de que, nesses casos, a Justiça pode marcar o depoimento para a data e horário que avaliar como mais adequados.


13 Vereadores compareceram a sessão extraordinária, na tarde desta segunda-feira, 5, que decidiu pela revogação do decreto municipal que reajustava a tarifa do transporte público em Itabuna. De acordo com relatório da Arsepi, agência reguladora criada pelo próprio prefeito Fernando Gomes, o valor da passagem deveria ficar em R$ 3,00, mas o prefeito decretou R$ 3,30.
Os vereadores presentes, seguiram o relator Enderson Guinho (PDT) e aprovaram por unanimidade a revogação do decreto. Chico Reis (PSDB), Charliane (PTB), Babá Cearense (PHS), Manoel Junior (PV), Jairo Araujo (PCdoB), Chicão (PTB), Alex da Oficina (PTC), Aldenes Meira (PCdoB), Ninho Valete (PR), Júnior do Trator (PHS), Beto Dourado (PSDB) e Júnior Brandão (PT), votaram pela revogação do decreto.
Os vereadores Néu do bar (PPS), Ronaldão (PMN), Pastor Francisco (PRB), Zico (PTN), Antônio Cavalcante (MDB), Milton Gramacho (PRTB) e Robinho (PP), não compareceram a sessão. O vereador Ricardo Xavier (PPS) justificou a ausência por motivo de viagem.
* Informações do iPolítica.
Bahia Destaque 2015-2016 - Tema Desenvolvido Por YFOXXV